Mensagem Anônima – Luiza E Maurílio

Mensagem Anônima – Luiza E Maurílio

Enviar para um amigo

Letra da Música:


O garçom “tá” de cara amarrada
Juntado as cadeiras e eu dando canseira
“tô” de olhos vermelhos pedindo
Por favor, mais uma saideira

Sei que já passei da conta
“tô” dando trabalho
Já passou do horário

Mas por favor vê aí o meu lado
E me quebra esse galho
Se soubesse o que vi, amigo
Sentava aqui e bebia comigo

Uma mensagem anônima com fotos e fatos
Mandou o endereço se eu quisesse ver
Peguei os dois saindo de um motel barato
E aí?
É ou não é pra beber